sábado, 4 de fevereiro de 2017

Saudações ao amor



Numa sociedade cada vez mais oprimida e receosa quanto ao futuro, inundada diariamente por notícias deprimentes quanto ao estado da Nação, o amor é a maior força do mundo capaz de nos manter vivos e fortes para superarmos cada obstáculo que nos surja pelo caminho. 

É a esse sentimento que nos devemos agarrar com toda a valentia porque, por mais cortes que nos façam e mais medidas de repressão que sejam aplicadas à vida de cada um de nós, a força do amor ninguém nos pode tirar. 

Quando puro, verdadeiro torna-se na estrela mais cintilante do universo, transforma todo o nosso ser, alimenta a nossa alma e faz-nos sentir as pessoas mais felizes do mundo.
Aqui refiro-me a todas as manifestações de amor; entre marido e mulher, que sejam duas forças unidas para sempre, casais de namorados que transmitem carinho e paixão por onde passam, amor pelos pais, os belos seres que nos deram à luz e que já gostavam de nós antes de nascermos, pelo prazer de viver, pelos irmãos de sangue ou de coração, amigos verdadeiros, idosos que são um poço de sabedoria e devem ser sempre tratados com toda a dignidade, familiares pelos quais sentimos uma forte empatia, animais que, tal como as crianças, são dos seres mais puros do mundo e nos fazem acordar com um sorriso e apreciar um simples gesto de afeição. 



Amor pelo esplendor da natureza, pelas flores que invadem os jardins na Primavera, por um simples pôr-de-sol, pelo cheiro da maresia, o prazer de captar com a objectiva pequenos instantâneos do dia-a-dia, sentir uma suave brisa no rosto, ouvir uma música bem relaxante ou mais mexida, de acordo com o nosso estado de espírito…enfim amor por pequenas coisas que nos fazem renascer, dar valor a cada dia e darmos graças a Deus por termos sido contemplados por esse belo sentimento.

Claro que só um coração aberto pode ser invadido por essa química especial, sendo capaz de dar e receber, transformando-nos em guerreiros de luz, coragem e esperança num futuro cada vez melhor. Por isso, não se esqueçam de diariamente dar saudações ao amor…e não só no dia dedicado a São Valentim.


Só assim, vão conseguir dar o real valor a pequenos gestos, simples atitudes, relegando os bens materiais para segundo plano. É bom ter estabilidade financeira mas se não houver amor nos nossos corações somos seres tristonhos que apenas passam pela vida sem a saber viver em toda a sua plenitude. 

Sorriso nos lábios, coração ardente, vontade em triunfar, coragem para subir à mais alta das montanhas, lutar com garra pelos nossos sonhos, sermos fieis aos nossos princípios e crenças, não nos deixarmos influenciar pelas opiniões alheias, sermos nós próprios em qualquer circunstância….esse sim é o lema!!!

Porto Welcome Center - sugestão para o fim-de-semana

Apesar da forte intempérie que se abateu sobre Portugal aproveite este fim-de-semana para sair de casa, esquecendo, por momentos, a chuva e o frio, e dê um saltinho ao Porto Welcome Center, onde está a decorrer um evento gastronómico com representantes dos municípios de Vieira do Minho e Espinho.

Promover o que é nacional é sempre de salutar, ainda para mais quando a minha formadora Cristina Fidalgo está a representar a região minhota com a "Fidalgo's Licores e Compotas", cuja página no facebook podem consultar aqui:
https://www.facebook.com/Fidalgos-1815215988724432/?fref=ts

Uma delícia de sabores, cuja ocasião foi aproveitada para apresentar o Doce do Amor e o Licor do Desejo, já a pensar no Dia dos Namorados, que está aí à porta. Passem por lá e comprovem a qualidade destes produtos caseiros.

Deixo-vos algumas imagens da autoria da Cristina Fidalgo, uma mulher muito prendada, que contagia a tudo e todos com a sua simpatia.








P.S - eu infelizmente não posso estar presente porque estou a recuperar em casa de uma valente constipação mas agradeço o convite que me foi feito :-)

Ignorância que não se compreende



Tendo o nosso país uma extensa zona costeira é normal que durante o Inverno surjam fenómenos no mar com as ondas gigantes a galgar passeios e estradas em zonas de praia. Até aqui tudo normal...o que não se compreende é o facto de muitas pessoas, ignorando os avisos da Polícia Marítima, insistem em ir para essas zonas perigosas, de telemóvel ou máquina na mão, para captar imagens, colocando em perigo não só a sua vida como a dos agentes de autoridade. Esta semana além do que aconteceu em Ílhavo, com o desaparecimento de uma mulher, de 35 anos, que imagine-se participava, junto com um grupo, num ritual religioso no areal, agora foi um casal que desapareceu na Foz do Arelho, nas Caldas da Rainha, ainda por cima durante a noite.
Mas as pessoas são assim tão estúpidas para colocar a sua vida perigo a troco de nada??? E cúmulo dos cúmulos...as estações televisivas vão lançando apelos para que enviem fotos ou vídeos do caos provocado pela grande agitação no mar. Mas anda tudo doido????

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Greenery a cor de 2017

O tom Greenery foi eleito como a Cor Pantone para 2017 e dou-lhe aqui os melhores motivos para encher o seu armário desta cor.

Greenery é visto como um simbolismo de novos começos, que apela aos primeiros dias da Primavera, onde as cores da natureza se renovam e renascem. Este tom lembra-nos a importância de “respirar fundo e revigorar”, representando o lado neutro da mãe natureza. Esperança, vida, renascimento num ano que também surge associado a mudanças nos mais variados níveis, encerrando-se ciclos e abrindo-se novas oportunidades.
O verde foi, assim, uma das cores eleitas pelos estilistas e começa a contagiar as prateleiras das suas lojas favoritas. Entre sobretudos, calças, camisolas e até sapatos, tem muitas peças para escolher.

Não tenha medo de conjugar sobretudos e casacos mais quentinhos com aquelas calças pretas que gosta tanto. Em alternativa aposte num look neutro e deixe o verde brilhar nos acessórios.



Para visuais mais femininos opte por um conjunto mais formal, como o clássico fato de blazer e calças e aposte nuns sapatos num verde mais escuro para contrastar com a formalidade, dando-lhe um toque divertido.
Em ocasiões mais especiais porque não apostar num vestido formal, comprido, num tecido fluído e revigorante ? Acredito que vai adorar o resultado final.




Com esta cor em mente, divirta-se a fazer as suas combinações favoritas e aproveite os saldos para adquirir algumas peças em verde. O mais importante é criar alguma harmonia nos seus looks, pois o verde, dependendo do tom, pode ser uma cor mais difícil de conjugar.
Mas não só na roupa pode usar e abusar desta linda cor...que tal aproveitar para renovar aquela divisão lá em casa, decorando-a neste tom....também deixo aqui algumas sugestões. Espero que gostem!



terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Ideias para o novo ano



Novo ano, vida nova - lá diz o velho ditado - só que muitos esquecem-se que apenas conseguimos fazer isto se mudarmos algumas das nossas atitudes porque se voltarmos a repetir tudo nada mudará. Portanto, sempre com fé, coragem, força e determinação vamos olhar em frente, soltando as amarras do passado e cortando com a ansiedade do futuro. Esse é o caminho! E mesmo que pelo meio surjam contratempos eles fazem parte da nossa caminhada e aprendizagem...temos de os aceitar, suportar, contornar e conviver com os mesmos.
Mas no que toca a resoluções eu tomei duas que vou seguir à risca (no ano passado tentei mas não consegui)...mas será desta...tenho a certeza.

- A primeira passa por escrever num post-it tudo de bom que for acontecendo ao longo destes 365 dias e colocar os papelinhos dentro de uma caixa ou pote de vidro. No final do ano retiramos vamos ler o que fomos escrevendo e acreditem que nos vamos surpreender, acabando por perceber que há momentos que valem por tudo.



- A segunda passa por cumprir o famoso desafio das 52 semanas, ao longo das quais vamos poupando uma determinada quantia e colocar dentro de um mealheiro, por exemplo. O normal seria começar por 1 euro e ir sempre aumentando a quantia a cada semana que vai passando. Se tal não for possível podemos ir poupando de acordo com as nossas possibilidades, com a promessa de que só no final do ano iremos fazer contas a esta poupança. Acho que também aqui haverá surpresas. Deixo aqui duas tabelas que poderão seguir:




domingo, 30 de outubro de 2016

Tenho tanto sentimento


Tenho tanto sentimento 
Que é frequente persuadir-me 
De que sou sentimental, 
Mas reconheço, ao medir-me, 
Que tudo isso é pensamento, 
Que não senti afinal. 

Temos, todos que vivemos, 
Uma vida que é vivida 
E outra vida que é pensada, 
E a única vida que temos 
É essa que é dividida 
Entre a verdadeira e a errada. 

Qual porém é a verdadeira 
E qual errada, ninguém 
Nos saberá explicar; 
E vivemos de maneira 
Que a vida que a gente tem 
É a que tem que pensar. 

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro" 

terça-feira, 12 de julho de 2016

Alma lusitana agigantou-se em França


O dia 10 de julho ficará marcado a letras douradas na memória de cada português pelo título de Campeão Europeu em futebol conquistado em França, e frente à equipa anfitriã. Os emigrantes explodiram de alegria, a alma lusitana agigantou-se pelos cinco continentes e os heróis de Paris foram recebidos por um banho de multidão em Lisboa, tendo direito às merecidas honras de Estado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. 

O verde e vermelho pintou todas as cidades, a “Portuguesa” foi entoada a plenos pulmões, e, por momentos, talvez tenha sido este o primeiro passo para deixarmos de lado a mentalidade dos “coitadinhos e pequeninos”. Quando queremos, tal como ficou demonstrado no tempo dos Descobrimentos e numa Revolução sem o recurso a armas que nos devolveu a liberdade, vamos à luta com toda a determinação, o sangue fervilha e mostramos toda a nossa raça e fibra. 

Somos muito mais do que um pequeno país à beira-mar plantado, com 11 milhões de habitantes. Somos uma nação valente e imortal, espalhada pelos quatro cantos do mundo e temos de, uma vez por todas, ter mais orgulho nas nossas raízes e acreditar que somos tão bons ou melhores do que os outros.

Este troféu trazido de terras gaulesas foi inédito para o nosso país, almejado há décadas mas que só, agora, pela perseverança, fé e capacidade de sonhar bem alto do Selecionador Nacional, Fernando Santos foi possível de trazer para casa. Muito se riram quando antes do início do Euro’2016 afirmou com grande convicção de que só regressaria a Portugal a 11 de julho e com o caneco na mão. Fez a promessa e cumpriu-a, galvanizando, deste modo, um grupo de jogadores motivados, coesos e com grande sentido de coletivo, tal como se viu desde o princípio até ao fim. 

O capitão Cristiano Ronaldo transcendeu-se a todos os níveis e mesmo depois do infortúnio de se ter lesionado no jogo da final, ajudou a comandar as tropas lado a lado com o Selecionador, mostrando-se um verdadeiro líder.

Com uma mentalidade forte todos os internacionais foram capazes de responder, em campo, às críticas destrutivas e sem qualquer sentido lançadas, sobretudo, pela imprensa francesa e no jogo da final, precisamente diante da França, foi quebrado um longo enguiço com aquele magnífico golo tirado da cartola por Éder, o “patinho feio da seleção” que deu uma bofetada de luva branca a muitos treinadores de bancada. 

Desde a luva cor-de-rosa de Rui Patrício a defender aquela grande penalidade, aos dois golos decisivos de Ricardo Quaresma, sem esquecer as grandes exibições de Nani, Pepe, Renato Sanchez, Rafael Guerreiro, José Fonte, todos foram determinantes para esta conquista que ficará imortalizada nos compêndios da história.



Mais uma vez fomos conquistadores, desbravamos mares desconhecidos, ultrapassamos todos os obstáculos e tivemos connosco uma força extra: jogámos “em casa” com o apoio dos nossos emigrantes e, desde o Brasil, passando por Timor, Moçambique, Malásia, Goa, Dili, Austrália, Canadá, e muitos mais países, todos elevaram bem alto o esplendor de Portugal!

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Minha entrevista dada ao blog da Joana Veríssimo...foi um prazer e agradeço a oportunidade...visitem o blog desta menina, vale a pena!

À CONVERSA COM... #41

18:11

Em Contraluz é o blog da Susana Cardoso, e fala-nos de diversas temáticas.


Como surgiu a ideia de criar um blog?
A escrita para mim é uma espécie de terapia. Foi a forma que encontrei para expressar tudo o que me vai na alma e daí a ideia de criar um blog, no qual abordo diversas temáticas, porque tal como na vida, há sempre espaço para tudo. Adoro escrever, receber o feedback dos meus seguidores a cada post que escrevo, e, aliás, não é à toa que me formei em jornalismo. Este bichinho nasceu comigo e ao transmitir tudo aquilo que sinto e penso espero também conseguir ajudar os outros. Muitas pessoas dizem-me que se identificam muito com aquilo que escrevo, o que me deixa super feliz.

Porquê “Em contraluz”?
O nome do blog está relacionado com a minha forma de encarar a vida. Nem sempre o sol brilha, nem sempre chove. Há dias mais brilhantes, outros mais cinzentos. Em contraluz significa essa mesma complexidade àquilo a que chamamos de vida. Eu até prefiro chamar caminho, com várias direções a seguir e tudo está nas nossas mãos. 

Há quanto tempo tens o blog?
Tenho o blog há mais de cinco anos. Durante um tempo não estive tão ativa, por problemas pessoais, mas de há três anos a esta parte que o atualizo quase diariamente. 

Que temas abordas?
Abordo diversas temáticas. Como me considero uma pessoa multifacetada tento transmitir isso mesmo para o meu blog. Tanto faço reviews de produtos que me ofereceram ou que comprei, como escrevo um desabafo ou um poema, algo que sinto naquele momento. Falo também de novos produtos e tendências do mercado, relacionadas com moda, cosméticos, dicas úteis, tudo aquilo que eu acho interessante para os meus quase 850 seguidores. No fundo, é um prazer ter este contacto virtual com as pessoas. Uma coisa que me pedem muito é para fazer reviews sobre livros, esta é outra das minhas paixões, e tenho-me dedicado a isso com muita paixão.

Qual o tema que privilegias e porquê?
Como são tantos os temas que abordo é complicado colocar um no topo mas talvez escolhesse a review sobre produtos de beleza. É uma matéria que cativa muito porque dá a oportunidade às pessoas de conhecerem novos produtos e saberem qual a minha opinião sobre o mesmo depois de o utilizar. 

Tens alguma rubrica constante no blog?
Sim. Como já referi anteriormente adoro escrever, prosa e poesia, e tenho uma rubrica que intitulei de “desabafos”. Trata-se de explorar tudo aquilo que estou a vivenciar em determinado momento, tanto a nível pessoal como profissional. Sou uma pessoa muito sensível, muito ligada aos outros e para mim o sentir é mais importante do que ter. Por isso, tudo o que vai cá dentro passa para o papel. Dou a minha opinião sobre tudo o que achar pertinente ou então se estiver num dia mais cinzento é uma forma de terapia.

Tens alguma parceria? Se sim, com que entidade(s)?
Neste momento não tenho nenhuma parceria mas já fui embaixadora da “Perfumes e Cosméticos” (venda de produtos de beleza das mais conceituadas marcas nacionais e estrangeiras) e da “Malas e Caprichos” (uma loja virtual onde se podem adquirir todos os acessórios de moda). 

Como promoves o teu blog? (Quais as redes sociais a que aderiste em nome do blog, onde partilhas os teus posts, etc)
Promovo o meu blog através de uma página de artesanato que tenho no facebook (sim também faço artesanato, desde bijuterias, passando por quadros e trabalhos em madeira), aderi também ao google +, twitter e instangram. Alguns dos meus posts partilho também em grupos do facebook alusivos ao mundo da blogosfera.

Qual a melhor forma de manter um blog?
A melhor forma de manter um blog passa pela sinceridade, honestidade e simpatia para com quem nos segue. Temos de cativar as pessoas abordando assuntos que consideramos pertinentes e interessantes, promovo também passatempos que têm sempre um bom feedback em termos de participação. E temos de fazer por manter sempre atualizado o blog mesmo em dias em que a inspiração não esteja no seu auge.

Que conselhos dás a pessoas que estão a pensar criar um blog ou que se encontram no início desse processo?
O meu conselho é simples: façam aquilo que mais gostam, escrevam com sinceridade e sem serem forçadas a dizer algo que não queriam, nunca liguem a críticas destrutivas que só servem para tentar deitar as pessoas abaixo, promovam a divulgação do vosso espaço nas redes sociais e junto dos vossos amigos, e, acima de tudo, lembrem-se que o caminho se faz caminhando. Dedicando-se com paixão a um blog podem crescer muito e as marcas têm isso em conta quando procuram parcerias. Mesmo que ouçam alguns nãos, acreditem que vão ouvir um sim. Nunca desistam e sejam persistentes.

Por fim, o que é que ter um blog acrescenta à tua vida?
Além de ser uma excelente terapia, é uma excelente forma de conhecer pessoas, ainda que de forma virtual, partilhar experiências e conhecimentos, porque no fundo estamos sempre a aprender. Já não me via sem o meu cantinho como eu costumo chamar ao meu blog e adoro quando vejo comentários aos meus posts. É sinal de que a mensagem passou e só posso sentir-me bem comigo própria.


Gostaram de conhecer este projeto? Visitem-no e explorem-no!